23 ℃

Agronegócio

MS garante R$ 425 milhões em pacotão federal de obras para estradas escoadoras

Governador Eduardo Riedel apresentou os pontos que são do interesse de Mato Grosso do Sul no projeto anunciado pelo Governo Federal

Qui, 09 Fevereiro de 2023 | Fonte: Nyelder Rodrigues/Comunicação MS


MS garante R$ 425 milhões em pacotão federal de obras para estradas escoadoras
Fotos: Guilherme Martimon/Mapa

Principais eixos federais de escoamento da produção agrícola de Mato Grosso do Sul, as BRs 262, 267, 158 e 163 devem receber cerca de R$ 425 milhões em investimentos de infraestrutura, melhorando as condições para que a safra deste ano seja levada para os principais portos do país e, assim, tenham mais competitividade no mercado.

O anúncio do pacote federal foi feito no final da tarde de ontem (8) pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, e os recursos referentes às vias que fortalecem o escoamento da safra sul-mato-grossense foi revelado nesta quinta-feira (9) pelo governador Eduardo Riedel, que cumpre diversas agendas em ministérios durante o dia.

MS garante R$ 425 milhões em pacotão federal de obras para estradas escoadoras

"Todas são estruturantes para o escoamento de nossa safra", destaca o governador após encontro com o ministro da Agricultura, Pesca e Abastecimento, Carlos Fávaro. "O ministro nos deu esse cenário e a tranquilidade que precisamos para trabalhar, produzir, continuar nosso processo de crescimento", completa.

Riedel foi ao encontro no Ministério da Agricultura acompanhado dos secretários Eduardo Rocha (Casa Civil) e Jaime Verruck (Desenvolvimento), além da ministra do Planejamento, Simone Tebet. "Fomos bem recebidos e o ministro reafirmou seu compromisso com a agropecuária sul-mato-grossense, dando continuidade aos convênios que já temos".

Entre os temas debatidos nesta manhã com Fávaro, estão também o futuro econômico de Mato Grosso do Sul, se inserindo definitivamente na cadeia produtiva de florestas com a chegada de empresas do ramo de papel e celulose ao Estado, além do crescimento da área agricultável de grãos, cana-de-açúcar, entre outros.

"Agradeço a essa visita feita pelo governador Eduardo Riedel, junto à ministra Simone Tebet e seus secretários. Foi uma visita de cortesia, mas muito produtiva. Falamos sobre os convênios que Mato Grosso do Sul tem com o ministério, a continuidade deles, falamos de estrutura e da safra recorde, já que Mato Grosso do Sul tem expandindo muito e precisa do apoio do Governo Federal", desta Fávaro.

O ministro também confirmou a destinação de R$ 425 milhões para recuperar rodovias que são vias de escoamento da produção agrícola sul-mato-grossense. "Não tenho dúvida que caminharemos juntos no desenvolvimento do Estado", conclui Riedel.

Agenda

Durante a manhã, o governador sul-mato-grossense participou de reuniões com o deputado federal Luiz Ovando, com a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, e a diretora de Assuntos Corporativos da América Latina, Catharina Pires. No final do período, ocorreu a visita ao ministro Fávaro.

MS garante R$ 425 milhões em pacotão federal de obras para estradas escoadoras
Acompanharam o governador Eduardo Riedel na reunião a ministra Simone Tebet e os secretários Jaime Verruck e Eduardo Rocha

Já durante à tarde, está prevista a ida do governador ao lado de Verruck e Rocha para reunião com os ministros Renan Filho (Transportes), Cida Gonçalves (Mulheres) e Alexandre Silveira (Minas e Energia). A agenda do dia deve ser fechada com reunião na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), onde a senadora Tereza Cristina também deve estar presente, assim como a ministra Simone Tebet.

Pacote de obras

O pacotão federal de obras nas rodovias foi anunciado pelo ministro Renan Filho após reunião com os ministros Carlos Fávaro (Agricultura) e Márcio França (Portos e Aeroportos), além de representantes da ANTT, Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), PRF (Polícia Rodoviária Federal) e outros.

Tudo faz parte do Plano de 100 Dias, que planeja ações a serem iniciadas pelo Governo Federal de forma prioritária até abril deste ano, contando com R$ 1,7 bilhão divididos em 311 empreendimentos - o valor até o fim do ano pode chegar a casa dos R$ 2,7 bilhões em obras e manutenção das principais rotas do escoamento brasileiro.

O plano foi dividido em dois eixos: Mato Grosso do Sul está inserido no Corredor Sul Sudeste, pensado no escoamento via portos de Santos (SP), Vitória (ES) e Paranaguá (PR). Ainda não há detalhamento com datas e pontos das vias que passarão por obras.

Também aparecem na lista Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Já o outro eixo é o Arco Norte, que conta com estradas federais que passam pelos estados de Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Maranhão e Bahia.

 

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Últimas Notícias