32 ℃

Benedito C.G. Lima

“MENESTREL PANTANEIRO”

Ter, 20 Fevereiro de 2024 | Fonte: Benedito C.G. Lima


Lá vou eu Menestrel
Singrando o Rio Paraguai
Em minha canoa 
Singrando o Rio Paraguai
Sou audaz vaqueiro
Peão 
Canoeiro
Pescador
Minha vida é sonhar
Curtir
Imaginar
Um paraíso
Do teu sorriso
E a tarde finda
Com o céu vermelho
E os pássaros no ar
Eu canto 
Sou Menestrel
Pantaneiro.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

“O TEMPO NÃO VOLTA”

Não VoltaNem com Reza BravaPassou, Passou.Apenas no Vídeo TapeDa Memória se Estampou.Os Bons MomentosOs Maus MomentosAlegriaOu TristezaSão Frutos da Vida- Ah...

“MEU BARQUINHO DE PAPEL”

Fiz um barco de papel Com uma Página do meu cadernoPus formigasBesouros,BorboletasTudo em cima tripulandoE o meu barquinho Deslizou na enxurrada Da calçadaFo...

SOU POETA DA PRAÇA

Estendo o varal  E a poesia vai secando  Feito roupa  E quem passa  Pode me ler  E se quiser decifrar  Os mistérios da poesia Enquanto é isso A banda passa E...

LUAR PANTANEIRO

No céu  azul magnifico, a Lua dançarina luminosa Toda prosa esparrama  a sua flama E as  estrelas de ciúmes se esconderam No vazio do buraco negro. Os cometa...

Últimas Notícias