22 ℃

Geral

Sede de associação reinaugurada em Poconé amplia oportunidades para comunidade do Capão de Angico

A reforma foi realizada por meio da Iniciativa AquaREla Pantanal e contribuirá para a geração de renda de famílias da zona rural.

Dom, 19 Maio de 2024 | Fonte: Karine Dias/Assessoria


Sede de associação reinaugurada em Poconé amplia oportunidades para comunidade do Capão de Angico

A sede da Associação dos Produtores Rurais do Capão de Angico (Apruca), localizada na zona rural de Poconé/MT, passou por ampla reforma e foi reinaugurada neste mês. A ação realizada pela Iniciativa AquaREla Pantanal permitiu a revitalização do espaço com troca do telhado, melhorias e reforço nas estruturas, pintura em todos os ambientes e construção de banheiros com fossa sustentável de bananeira, uma tecnologia social simples, de baixo custo e impacto social comprovado. 

A comunidade pantaneira faz parte do projeto de restauração do Pantanal, instituído após os incêndios de 2019 e 2020, que implementou dois viveiros para o cultivo de mudas nativas do bioma. Juntas, a associação do Capão de Angico e a Associação Rural de São Pedro de Joselândia, em Barão de Melgaço/MT, que também teve a sede reformada produziram mais de 50 mil mudas nativas, de 58 espécies diferentes.  Para isso, também teve melhorias e a instalação de salas de sementes nativas, que receberam pisos novos, forro e bancada. 

Moradora da comunidade, viveirista e tesoureira da Apruca, Rosimeire de Arruda, 21 anos, comemora a reforma da associação. "É um sonho que a gente almejava há muito tempo e que conseguimos pela Iniciativa AquaREla Pantanal. Nosso objetivo agora é tornar o espaço um atrativo turístico, além de também poder alugar o espaço". 

A Iniciativa Aquarela Pantanal é uma parceria entre a Mupan – Mulheres em Ação no Pantanal, a Wetlands International Brasil, o Centro de Pesquisa do Pantanal (CPP), o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Áreas Úmidas (INAU/UFMT) e o Polo Socioambiental Sesc Pantanal. 

Diretora geral da Mupan e coordenadora de políticas da Wetlands International, Áurea Garcia, destaca a importância do fortalecimento das associações rurais para cumprirem seus objetivos de atender suas comunidades em época de mudanças climáticas. "Estamos fechando um ciclo de empoderamento, de desenvolvimento e do aumento da capacidade das associações que nos acolheram e aceitaram o desafio de contribuir com essa revitalização do Pantanal, neste período crítico". 

Sede de associação reinaugurada em Poconé amplia oportunidades para comunidade do Capão de Angico

Integrar conhecimento técnico com o tradicional é o intuito do trabalho, como explica a diretora executiva da Wetlands International Brasil e diretora técnico-científica da Mupan, Rafaela Nicola. "Unir o conhecimento tradicional com o técnico científico, aliados com a necessidade de conservação, vai muito além do escopo de um projeto, porque a iniciativa tende a se estender por muitos anos, graças ao fortalecimento e protagonismo das comunidades", afirma Rafaela. 

A gerente-geral do Polo Socioambiental Sesc Pantanal, Cristina Cuiabália, ressalta a atuação da instituição junto à comunidade há quase 30 anos e a importância da parceria com a Iniciativa AquaREla Pantanal: "Esse é um espaço da coletividade, de sonhar e realizar tudo o que for em prol da comunidade e do Pantanal.  Essa obra foi feita com muita dedicação, junto com a comunidade e é uma alegria saber que estamos contribuindo para essa realização. Desejamos que eles possam fazer o melhor uso do espaço para novos projetos e que elas perdurem ao longo do tempo”, destaca. 

A entrega desta revitalização é uma das atividades da Iniciativa AquaREla, e marca o encerramento do projeto “Recuperação de Florestas Ribeirinhas Pantaneiras: beneficiando água, solo, peixes e populações do entorno da RPPN Sesc Pantanal”, o qual recebe apoio do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), por meio do Projeto Estratégias de Conservação, Recuperação e Manejo para a Biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal (GEF Terrestre), coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), com as agências Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como implementador e o Fundo Brasileiro de Biodiversidade (FUNBIO) como executor. 

Recentemente, a associação deu um passo a mais com a qualificação frente ao mercado, obtendo o RENASEM (Registro Nacional de Sementes e Mudas), que a habilita oficialmente perante o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a produção, beneficiamento, armazenamento, embalagem e comércio de mudas e sementes. 

Sede de associação reinaugurada em Poconé amplia oportunidades para comunidade do Capão de Angico

Iniciativa AquaREla Pantanal 

As ações da AquaREla Pantanal estão em fase de finalização com o apoio GEF Terrestre no âmbito do projeto “Recuperação de Florestas Ribeirinhas Pantaneiras: beneficiando água, solo, peixes e populações do entorno da RPPN Sesc Pantanal”, porém segue no escopo de trabalho do Programa Corredor Azul, da Wetlands International, que prevê ações até o final de 2027, com o apoio da DoB Ecology. 

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Últimas Notícias