21 ℃

Polícia

Corumbaense sobrevive a acidente que vitimou 4 mulheres na BR-163

Jovem está internada na Santa Casa, após sobreviver de acidente em que quatro amigas morreram

Sáb, 11 Março de 2023 | Fonte: CAMPO GRANDE NEWS


Corumbaense sobrevive a acidente que vitimou 4 mulheres na BR-163

"Pergunta das amigas o tempo todo, ainda não sabe que morreram". A fala é da professora Juliana Monteiro, de 32 anos, prima da servidora pública Analu Mendes Mali, 29, sobrevivente do grave acidente na noite desta sexta-feira (10), na BR-163, em Campo Grande, que matou as quatro amigas dela. Analu está internada em estado grave. 

Enquanto aguarda informações no hospital, a prima Juliana conversou com a reportagem do Campo Grande News na manhã deste sábado (11). Ela conta que a prima deu entrada na unidade de saúde no início da madrugada. "Quando estava consciente, conseguiu dar o número do telefone de um amigo, que conseguiu avisar a gente", afirma.

Segundo a prima, Analu está consciente e perguntou várias vezes das amigas. Elas estavam seguindo a passeio e para comemorar o aniversário de outra amiga em Rio Verde de Mato Grosso, a 207 km da Capital. "São amigas desde a época da escola e viajavam muito, qualquer folga estavam viajando. Vamos esperar passar esse momento para poder falar das mortes", lamenta. 

Corumbaense sobrevive a acidente que vitimou 4 mulheres na BR-163
Analu era passageira do Argo e sobreviveu ao acidente, mas está internada em estado grave. (Foto: Redes sociais) - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Os pais da servidora moram em Corumbá e seguem até Campo Grande para acompanhar a filha no hospital. Ela mora sozinha na Capital. Juliana afirma que a prima ter sobrevivido foi um milagre. "Estava atrás e presa nas ferragens. Foi um verdadeiro milagre só de ela ter sobrevivido", desabafa. 

Contudo, o estado de saúde de Analu é delicado. "O médico disse que ela está com várias fraturas, no quadril, tórax, dois pulsos, fêmur e cervical. Também estava com sangramento no abdome, que já passou", afirma. Analu deve passar por cirurgia de emergência.

Acidente - Segundo o boletim de ocorrência, o acidente ocorreu próximo à divisa de Jaraguari com Campo Grande, por volta das 20 horas. Analu e as amigas seguiam rumo a Rio Verde de Mato Grosso, quando a motorista do Fiat Argo tentou ultrapassagem em local de faixa contínua e colidiu de frente com a Hilux, que seguia sentido contrário.

Morreram: Carolina Peixoto dos Santos, de 28 anos, engenheira civil e servidora pública lotada na Segov (Secretaria de Estado de Governo); Letícia de Mello da Silva, 28 anos, bancária; Lais Moriningo Paim, de 29, trabalhava na área administrativa de uma empresa e Kaena Guilhen Fernandes, 29, recepcionista.

Conforme o boletim da PRF (Polícia Rodoviária Federal), a condutora do Argo era Letícia. Já o boletim da Polícia Civil informa que a condutora era Carolina.

A caminhonete Toyota Hilux era conduzida pelo Padre Wagner Divino, de 45 anos, da igreja Nossa Senhora da Abadia e Santo Antônio de Pádua em Campo Grande. Ele foi socorrido e levado à Santa Casa e já teve alta.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News