19 ℃

Saúde

Entra em vigor lei que muda regras para laqueadura e vasectomia

Uma das mudanças dispensa aval do cônjuge para procedimento

Sáb, 04 Março de 2023 | Fonte: Agência Brasil


Entra em vigor, neste mês, a Lei 14.443/2022 que dispensa o consentimento do cônjuge para autorizar a laqueadura, em mulheres, e vasectomia, em homens, que são métodos de esterilização cirúrgica.

A nova lei traz outras mudanças. Veja abaixo:

  • A nova lei reduz para 21 anos a idade mínima para a realização dos procedimentos no país. Antes, era 25 anos.
  •  A idade mínima não será exigida para quem tem, pelo menos, dois filhos vivos.
  • A mulher pode solicitar a laqueadura durante o período do parto, o que não era permitido na legislação anterior, de 1996. É necessário manifestar a vontade com 60 dias de antecedência.
  • Os métodos e técnicas de contracepção deverão estar disponíveis no prazo máximo de 30 dias.

A legislação manteve a exigência de manifestação pela cirurgia em documento escrito e firmado. Entre a manifestação da vontade e a cirurgia, a pessoa interessada passará por aconselhamento por equipe médica quando receberá orientações sobre as vantagens, desvantagens, riscos e eficácia do procedimento. O objetivo é evitar a esterilização precoce.

É autorizada a esterilização somente por meio de laqueadura, vasectomia ou outro método cientificamente aceito. É vedada a histerectomia (remoção do útero) e ooforectomia (retirada dos ovários).

Descumprimento

Em caso de realização da esterilização em desacordo com a lei, é prevista pena de dois a oito anos de reclusão e multa.

A pena pode ser aumentada em um terço se ocorrer nas seguintes situações: durante o parto ou aborto sem manifestação prévia de 60 dias; com manifestação da vontade do esterilizado expressa durante a ocorrência de alterações na capacidade de discernimento por influência de álcool, drogas, estados emocionais alterados ou incapacidade mental temporária ou permanente; em cirurgias de histerectomia e ooforectomia; em pessoa absolutamente incapaz, sem autorização judicial e através de cesárea indicada exclusivamente para esterilização.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

Cobertura de 10 das 16 vacinas do calendário infantil apresentou alta no Mato Grosso do Sul em 2023

Em 2023, Mato Grosso do Sul registrou avanço na cobertura vacinal infantil de 10 dos 16 principais imunizantes do Programa Nacional de Imunizações (PNI) em c...

Mato Grosso do Sul recebe 36,8 mil doses da nova vacina contra covid-19

O Governo do Estado, por meio da SES (Secretaria de Estado de Saúde), recebeu na segunda-feira (13) do Ministério da Saúde a 1ª remessa da vacina Monovalente...

De olho na temperatura: especialistas da Cassems falam sobre cuidados para evitar viroses respiratórias sazonais

Em dias de baixa temperatura, é necessário redobrar cuidados mantendo os ambientes arejados, manter a higienização das mãos e manter a vacinação em dia para ...

Corumbá abre três postos para campanha de multivacinação no sábado, 11 de maio

A Prefeitura de Corumbá disponibiliza amanhã, 11 de maio, três postos para multivacinação. O atendimento ao público vai das 08 horas às 12h30. Estarão dispon...

Últimas Notícias