27 ℃

Cultura

Corumbá recebe show “Maria Alice Canta Paulo Simões” neste domingo, no Porto Geral

A apresentação será às 19 horas no Porto Geral, com entrada gratuita.

Sáb, 04 Março de 2023 | Fonte: Assessoria PMC


Corumbá recebe show “Maria Alice Canta Paulo Simões” neste domingo, no Porto Geral
Foto: Divulgação FCMS

Corumbá recebe neste domingo, 05 de março, o espetáculo “Maria Alice Canta Paulo Simões”. Com um repertório consagrado, o show conta com canções selecionadas a dedo pela cantora, todas de autoria de Simões com os parceiros Almir Sater, Guilherme Rondon, Celito Espíndola e Antônio Porto. A apresentação será às 19 horas no Porto Geral, com entrada gratuita. Além de Corumbá, Dourados e Bonito também vão receber a apresentação.

“Além do show que vamos levar a Corumbá, Dourados e Bonito, as três cidades vão receber também nos mesmos dias dos shows a palestra ‘A realidade de Mato Grosso do Sul e a sua produção musical: uma trajetória histórica’. Nela eu e os artistas e produtores culturais Andréa Freire, Gabriel de Andrade e Pedro Ortale vamos falar sobre experiências que temos na produção técnica de espetáculos no nosso estado. Além disso, vamos abordar os desafios e os novos caminhos para se produzir cultura no novo contexto que estamos vivendo. Tema interessantíssimo. A entrada é franca, todos são bem-vindos”, convida a cantora.

O show e a palestra fazem parte das atividades gratuitas do Projeto Maria Alice Canta Paulo Simões, PROJETO INCENTIVADO PELO FUNDO DE INVESTIMENTOS CULTURAIS – FIC/MS, da Fundação de Cultura de MS e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Conta também com o apoio da Prefeitura de Corumbá, Prefeitura de Bonito e da Universidade Federal da Grande Dourados.

“Paulo Simões acaba de completar 70 anos! Estamos no momento perfeito para celebrar sua obra que é absolutamente inestimável para a cultura sul-mato-grossense e para a música brasileira. A festa é dele, mas somos todos nós que ganhamos o presente de ter entre nós um poeta, músico e artista dessa grandeza”, afirma Maria Alice. “Há dois anos, eu decidi que o meu novo disco seria inteiro dedicado ao Simões. O trabalho gerou este show especial preparado com o carinho e a reverência que o compositor merece”, conta a cantora.

Maria Alice canta Paulo Simões, lançado pela editora 3 Sons, é o terceiro álbum solo da cantora carioca-cearense, radicada em Campo Grande (MS) desde os anos 1980. Para chegar às 12 faixas do repertório do disco e do show que vai ser apresentado na capital, Maria Alice fez uma lista geral de 50 canções do compositor. Entre os critérios que utilizou para escolha foi enumerar as músicas que já admirava e as composições menos gravadas. “Não foi fácil porque é uma música mais bonita do que a outra”, frisa a cantora. O álbum está disponível em todas as plataformas digitais. Tanto o disco, quanto o show, têm a produção da Marruá Arte e Cultura, da produtora cultural Andréa Freire – responsável por todos os trabalhos artísticos da cantora desde 1997.

A canção mais antiga do show é Velhos Amigos, composta por Simões no final dos anos 1970. Ele divide a composição com Almir Sater e Renato Teixeira, que a gravaram no álbum AR, de 2015. D de Destino foi indicada ao prêmio de Melhor Canção em Língua Portuguesa do 17o Grammy Latino em 2016.

O show traz os arranjos e a direção musical de Gabriel de Andrade. O guitarrista é um dos principais talentos da nova geração. Formado em música pela UFMS em 2012, começou tocando nos bares da Capital em 2010 ao lado de Pedro Espíndola e em pouco tempo transformou-se em um dos mais requisitados instrumentistas do Estado. “O convite para fazer o disco e o show foi uma honra e uma alegria! Sou campograndense e tenho a música de MS desde sempre nos ouvidos e nas veias. A Maria Alice, além de ser uma grande cantora, é uma pessoa extremamente profissional e me deu carta branca para pensar no conceito do trabalho, o que me deixou muito à vontade”, afirma Gabriel de Andrade.

A banda que acompanha Maria no show é formada por um time de músicos e técnicos preciosos do nosso estado: Pedro Ortale e Gabriel de Andrade nos violões, Gabriel Basso no baixo, Gilson Espíndola nos vocais, João Pedro Ortale na bateria. Os técnicos de som são Anderson Rocha e Adriel Santos, o desenho de luz é de Anderson Lima, a animação do painel de LED do palco fica por conta de Helton Pérez e a manipulação do teleprompter é de Millene Castro. Gílson Espíndola foi também o diretor vocal de Maria Alice durante o processo de gravação do disco e preparação para o show, além de assinar os arranjos vocais das músicas.

“Além do show que vamos levar a Corumbá, Dourados e Bonito, as três cidades vão receber também nos mesmos dias dos shows a palestra ‘A realidade de Mato Grosso do Sul e a sua produção musical: uma trajetória histórica’. Nela eu e os artistas e produtores culturais Andréa Freire, Gabriel de Andrade e Pedro Ortale vamos falar sobre experiências que temos na produção técnica de espetáculos no nosso estado. Além disso, vamos abordar os desafios e os novos caminhos para se produzir cultura no novo contexto que estamos vivendo. Tema interessantíssimo. A entrada é franca, todos são bem-vindos”, convida a cantora.

O show Maria Alice Canta Paulo Simões vai ser realizado com entrada franca no domingo, 05 de março, no Palco do Porto Geral em Corumbá; na sexta, 10 de março, no auditório da UFGD em Dourados e no sábado, 11 de março, na Praça da Liberdade em Bonito. As informações são da Fundação da Cultura de Mato Grosso do Sul.  

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

Cultura: Corumbá divulga resultado preliminar de inscritos em editais da Lei Paulo Gustavo

Corumbá avançou mais uma etapa na execução da Lei Paulo Gustavo (LPG), importante instrumento de fomento à cultura do país. Na edição desta segunda-feira, 19...

Ana Castela lança última parte do DVD "Boiadeira Internacional" com músicas inéditas e regravações de grandes sucessos

Fechando com chave de ouro um dos projetos mais importantes da sua carreira, Ana Castela lança a quarta e última parte do DVD “Boiadeira Internacional”. Com ...

“Rotas Monçoeiras: A História de um Rio e seu Povo” é o mais novo documentário sobre Mato Grosso do Sul

Nesta sexta-feira 16 de fevereiro de 2024, às 19h, O FIC – Fundo de Investimentos Culturais apresenta no Museu da Imagem e do Som (MIS), unidade da Fundação ...

Últimas Notícias