36 ℃

Política

Secretário Hélio Peluffo quer criar sistema para baratear manutenção de rodovias

Seilog estuda a criação de um Sistema de Gerência de Pavimentos para monitorar a situação das estradas estaduais e indicar o melhor momento para executar ações de manutenção e conservação

Qui, 09 Fevereiro de 2023 | Fonte: Bruno Chaves/Assessoria Seilog


Secretário Hélio Peluffo quer criar sistema para baratear manutenção de rodovias
Divulgação

Rodovias funcionais e com pavimento estruturado, que atendam às necessidades dos usuários. Esse é o objetivo da Seilog (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), que estuda a criação de um Sistema de Gerência de Pavimentos (SGP) em Mato Grosso do Sul, para monitorar a situação das estradas estaduais e indicar o melhor momento para executar ações de manutenção e conservação.

O assunto entrou em pauta nesta quarta-feira (8) durante entrevista do secretário Hélio Peluffo (Seilog) à rádio FM Cidade. “Não podemos esperar o pavimento de uma rodovia danificar para depois consertar. Temos que ter um sistema que acompanha a durabilidade do pavimento e saber o momento certo para entrar com intervenção”, explicou Peluffo.

Segundo ele, sistemas de gerência de pavimentos já aplicados em outras partes do País comprovam que postergar a manutenção de estradas resulta em um maior gasto com esse tipo de obra. “Se você entrar com 60% de vida útil do pavimento, você gastará um dólar. Depois dos 40%, vai gastar 12 dólares. Não podemos investir e refazer serviço. Isso é muito caro e não cabe no conceito dos negócios do País”, afirmou.

Como exemplo, o secretário citou a recente obra de recapeamento feita na MS-162, entre Sidrolândia e Maracaju. “A rodovia está novinha, linda. Em que momento tenho que entrar para fazer uma pequena intervenção para que ela dure mais dois, três ou quatro anos assim? Isso é o SGP que vai dizer”, exemplificou Peluffo.

Sistemas de gerência de pavimentos já são utilizados em rodovias concessionadas pelo Brasil, inclusive na MS-306, em Mato Grosso do Sul, que está sob a gestão do Consórcio Way 306, através de uma PPP (Parceria Público-Privada) com o Governo do Estado. “Isso já é normal em rodovias como a Presidente Dutra, Castelo Branco, dos Imigrantes e Raposo Tavares. E vamos avançar rapidamente nisso aqui também por ordem do governador Eduardo Riedel”, pontuou o secretário.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Últimas Notícias