30 ℃

Política

Vereadora do PT é cassada após denunciar gesto nazista de bolsonaristas

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, anunciou que o partido irá recorrer da cassação do mandato da vereadora Maria Tereza Capra, de São Miguel do Oeste (SC)

Seg, 06 Fevereiro de 2023 | Fonte: Lucas Vasques/Revista Fórum


Vereadora do PT é cassada após denunciar gesto nazista de bolsonaristas
Imagens mostram bolsonaristas praticando gesto nazista em manifestação em São Miguel do Oeste.Créditos: Reprodução/Redes Sociais

A Câmara Municipal de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina, cassou o mandato da vereadora Maria Tereza Capra (PT), alegando quebra de decoro parlamentar. A votação ocorreu na madrugada deste sábado (4).

A decisão arbitrária foi motivada pelo fato de Maria Tereza ter denunciado um grupo de bolsonaristas que protagonizou ato de saudação nazista à bandeira brasileira, em frente ao Quartel da guarnição do Exército, em São Miguel do Oeste.

Foram 10 votos a favor e apenas um contra, o da própria vereadora, a única parlamentar do PT na Câmara Municipal. A vereadora publicou um vídeo, em suas redes sociais, com a denúncia da manifestação de vários participantes com gesto nazista no dia 2 de novembro de 2022.

Segundo a alegação da acusação, a parlamentar teria propagado notícias falsas e atribuído aos cidadãos de São Miguel do Oeste o crime de saudar o nazismo e de ser berço de uma célula neonazista.

Além dela, a outra mulher vereadora do município catarinense, Cristiane Zanatta (PSDB), não participou da sessão.

A defesa da vereadora revelou as ameaças recebidas por ela desde novembro, com destaque para suas redes sociais.

“É no parlamento onde é possível equilibrar as forças de representatividade da mulher. Aqui estão 11 homens, uma mulher ausente e uma vereadora que vai ser cassada”, disse Maria Tereza.

Vereadora do PT é cassada após denunciar gesto nazista de bolsonaristas
A vereadora Maria Tereza Capra - Divulgação

O advogado de defesa, Sérgio Graziano, destacou que o processo é de perseguição política. “Não há qualquer fato jurídico, político ou social que justifique a cassação. Em 31 anos do exercício da advocacia nunca vi tamanha injustiça”.

Ele lembrou, ainda, que é incomum que pessoas ergam os braços durante a execução do Hino Nacional e que nem mesmo os integrantes das Forças Armadas têm esse ritual.

A defesa apontou para possível parcialidade do então presidente da Câmara, Vanirto Conrad (PDT), e de dois dos três membros da Comissão de Inquérito, Ravier Centenaro (PSD) e Carlos Agostini (MDB).

PT vai recorrer da decisão

A presidenta nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) anunciou que o partido vai recorrer da decisão. “Nossa companheira Maria Tereza Capra, vereadora de São Miguel do Oeste (SCV), sofre perseguição política e foi cassada por questionar saudação nazista feita por bolsonaristas. Ameaçada, ela teve que deixar a cidade. O PT vai recorrer contra esse absurdo. Todo o nosso apoio, Maria”, postou Gleisi em suas redes sociais.

O PT havia divulgado uma nota em protesto à cassação da vereadora

O PT manifesta novamente sua total solidariedade à vereadora Maria Tereza Capra, do PT de São Miguel D’Oeste, vítima de um processo ilegal e ilegítimo de cassação de seu mandato popular consumado ontem pela maioria da Câmara Municipal desse Município.

Para esconder os próprios crimes, a direita de São Miguel D’Oeste, SC, vexame internacional pela militância neonazista, cassa a vereadora petista num festival de cinismo e hipocrisia.

Nesse tribunal de arbítrio, movido pelos que patrocinam atos antidemocráticos golpistas e acobertam células neonazistas ativas no município, a vereadora Maria Tereza Capra defendeu com dignidade e coragem seu mandato e sua trajetória de defesa dos direitos humanos e da luta das mulheres e da classe trabalhadora.

Nesta semana, a companheira Maria Tereza foi incluída no programa de proteção de defensores e defensoras de Direitos Humanos em razão das graves ameaças que ela, familiares e assessoria receberam ao longo dos meses que nos separam daquele ultrajante ato de saudação nazista à bandeira brasileira em frente ao Quartel da guarnição do Exército em São Miguel D’Oeste. Foi recebida em quatro ministérios, por parlamentares e dirigentes partidários. Essa decisão não ficará assim!

A apuração dos inquéritos no STF mostrará quem são os criminosos de São Miguel D’Oeste, suas conexões políticas e empresariais, e que vereadores de fato transgrediram o decoro parlamentar nesses meses de golpismo e conspiração. Nazismo é crime! Não ficará impune! Maria Tereza, continue contando conosco em sua luta. Ela será vitoriosa!

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

Comissão Arns aciona Procuradoria da República e Câmara Municipal após violência política contra vereadora de São Miguel do Oeste (SC)

Nesta sexta-feira (10/02),  a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns encaminhou ofício à Procuradoria da República n...

TRE do Ceará decide cassar toda a bancada estadual do PL por fraude à cota de gênero

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) decidiu nesta segunda-feira (15) cassar todos os deputados estaduais eleitos pelo PL nas eleições de 2022. A ...

Para 43% dos brasileiros dizem que saúde pública deve ser prioridade do governo

A saúde pública foi a área mais apontada pela população como prioritária para o Brasil nos próximos três anos. De acordo com 43% dos brasileiros, a saúde dev...

Vereador Allex Dellas sugere parceria com Ministério do Esporte para implantação do Programa TEAtivo

O vereador Allex Dellas (PDT) está sugerindo à Prefeitura, a formalização de uma parceria com o Ministério do Esporte, visando a implantação do Programa TEAt...

Últimas Notícias