30 ℃

Benedito C.G. Lima

“DIA DE CHUVA”

Qui, 12 Janeiro de 2023 | Fonte: Benedito C.G. Lima


Dia de chuva
Plano celestial chorando
A música pluvialmente 
Tamborila no telhado velho.

Com monotonia 
E o sonho toma conta 
Da gente
Nada a nossos olhos.

Já perfila 
Cada pingo 
Sua pura poesia!
O ar ganha perfume.

E o céu fica escuro
A chuva forte abate 
E derruba o vagalume
Que debate em desespero 
No banco puro 
E o sol se esconde 
No horizonte de ciúmes.
*Poeta trovador contador de histórias ativista cultural Corumbá/MS

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 

Tudo Sobre

corumba
 

Veja Também

“NATAL PANTANEIRO II”

Lá vai o Papai Noel pantaneiroMontado em seu cavaloCorrendo a planície cheia d’aguaespantando a passarada quero-quero maracanãs é uma orquestra nativa sempre...

OS ELEMENTOS

Às vezes fico pensando:Quem sou eu na verdade se:                        O ar                       é um sopro divino                       que deu vida ao h...

POEMA PANTANAL

Á brisa agita  E o tempo passa  E o tempo escreve  O poema natural  Nos corixos  No sulco da canoa  E o achocolatado  Das águas  Imprime a saudade  Pantaneira

“MICRO – POEMA”

Teus olhos cor de amêndoa São dois tigres que disputam o prêmio assim: Maravilha encanto da vida E o porta vendo- a linda destilando Amor sem fim lhe dedica ...