27 ℃

Benedito C.G. Lima

SAUDADES DA MINHA INFÂNCIA

Ter, 11 Abril de 2023 | Fonte: Benedito C.G. Lima


Eu sinto 
Em que eu era uma criança
Saudades daqueles tempos 
Em que eu era uma criança
Repleta de esperança;
Que jogava “Amarelinha”
E cantava a “Cirandinha”;
Comia pipoca na praça
De graça;
Andava de charrete
E brincava de “Cabra-cega”,
Hoje tudo está mudando
Nem criança existem mais...
Consumiram a doce Paz
Hoje reina a violência!

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

“MENESTREL PANTANEIRO”

Lá vou eu MenestrelPantaneiroEm minha canoa Singrando o Rio ParaguaiSou audaz vaqueiroPeão CanoeiroPescadorMinha vida é sonharCurtirImaginarUm paraísoDo teu ...

“POETA SOLITÁRIO”

Sou um poeta solitário             Na busca de um amor eterno             E a minha vida              Tem sido um inferno             Por não encontrá-la    ...

“ODE AO POETA DESCONHECIDO LUBIVAR MATTOS”

Eu vou me escorrendo  Pelos becos No ritmo da Boemia Portuária Sentido o cheiro forte Da mulata brejeira Trescalando farto alvo doce Outro não há.   E a minh...

MADRUGADA DE  CHUVA

Um rebanho de nuvens prenhe de chuvaRabisca com raios a trilha celestialE  a madrugada de verãoVerbaliza a serenata climáticaE ao longe o Poeta sonha com sua...

Últimas Notícias