31 ℃

Polícia

Operação da AGEMS apreende veículo clandestino de passageiros

Veículo saiu de Corumbá com viajantes brasileiros e bolivianos de forma ilegal

Qui, 22 Dezembro de 2022 | Fonte: Gizele Oliveira/Assessoria Agems


Operação especial realizada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (AGEMS) na noite de segunda-feira (27) para combater o transporte clandestino apreendeu um veículo de passeio vindo de Corumbá, com viajantes do Brasil e da Bolívia. O automóvel realizava o transporte remunerado de passageiros de forma ilegal.

A apreensão ocorreu na BR-262, no posto da Polícia Rodoviária Federal, por fiscais da AGEMS e Assessoria Militar que inspecionavam o tráfego de passageiros com origem na Cidade Branca, em Anastácio e Aquidauana. A BR-060, na ligação entre Campo Grande e Sidrolândia também foi foco dessa operação.

 

"Fomos às estradas mais uma vez, com o objetivo de orientar, fiscalizar e coibir o transporte remunerado de pessoas sem autorização, que vem acontecendo a partir dessas cidades para a Capital", conta o diretor de Transportes, Matias Gonsales.

Um automóvel do modelo Spin levava cinco passageiros, sendo quatro bolivianos e um brasileiro, embarcados na cidade de Corumbá, fronteira com a Bolívia, e que pagaram R$ 130,00 cada um pela viagem. A motorista foi autuada e o carro apreendido.

 

Sem deixar os passageiros desassistidos, a AGEMS auxiliou o embarque de todos em ônibus da Expresso Mato Grosso para chegarem ao terminal rodoviário da Capital.

A fiscalização constatou que a condutora, que também é proprietária do veículo, já foi autuada outras duas vezes pela mesma infração.

"Sempre reforçamos a importância de o cidadão não usar o transporte clandestino. O serviço ilegal não passa por vistoria, por registro, por controle, e quem viaja nem sempre sabe de graves riscos que corre", alerta mais uma vez o diretor-presidente da Agência, Carlos Alberto de Assis.

Bilhete
Operadores regulares também têm obrigações a cumprir para a qualidade do serviço. E a falta da emissão obrigatória de bilhete de passagem levou à notificação de um operador autônomo de micro-ônibus da linha Aquidauana-Campo Grande na mesma operação.

Assim como nas empresas de ônibus, nas viagens de vans é necessário emitir o bilhete de passagem eletrônico individual de todos os passageiros.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News