19 ℃

Cidade

Com o apoio do Sebrae/MS, artesanato passou de terapia a renda principal de empresária corumbaense

Gisele Monteiro desenvolveu o talento como artesã e moldou, além dos laços e bonecas de pano, sua carreira no empreendedorismo

Seg, 09 Janeiro de 2023 | Fonte: Assessoria Sebrae/MS


Com o apoio do Sebrae/MS, artesanato passou de terapia a renda principal de empresária corumbaense
Fotos: Divulgação

No ano de 2015, após a perda da mãe, Gisele Monteiro, que há 23 anos atuou como professora no município de Corumbá, desenvolveu no artesanato uma estratégia terapêutica para enfrentar o momento difícil. As habilidades manuais, adquiridas por mais de duas décadas de dedicação às atividades escolares, abriram espaço para que a professora, mãe e esposa, rapidamente aprendesse técnicas de costura que chamaram a atenção pela beleza e delicadeza presentes nos laços de cabelo que produzia.

“Comecei a fazer laços porque tenho uma filha e fazia para o uso dela, já que era algo que me fazia bem. Foi então que as mães das colegas dela souberam e me perguntaram se eu recebia encomendas. Nesse momento, vi que poderia ganhar dinheiro a partir disso e comecei a aceitar pedidos”, comentou Gisele relembrando o início de sua vida como empreendedora.

Ainda atuando como professora, a rotina da empresária estava se tornando cada vez mais frenética e, em meados de 2016, Gisele Monteiro precisou tomar uma difícil decisão: escolher entre permanecer dentro das salas de aula ou investir em um talento promissor. “Chegou um momento em que eu precisei decidir e escolhi empreender. Foi, então, que começaram os desafios, como produzir produtos que eu não estava habituada a fazer, mas que as pessoas pediam”, salientou a proprietária da Gily Ateliê Bonecas de Pano.

A empresa nasceu quando Gisele se arriscou a produzir bonecas, que eram um pedido recorrente dos diversos clientes e se encantou pelos objetos. “Eu falei ‘bom, já que vou empreender, tenho que fazer isso da forma correta’, foi então que procurei a Sala do Empreendedor, que me indicou o Sebrae, onde fiz capacitações em marketing, vendas e finanças”, salientou a artesã.

Mais do que adquirir conhecimento para que pudesse melhorar o negócio e consolidá-lo no município, com o apoio do Sebrae/MS, a empresária pode participar de eventos que possibilitaram que ela divulgasse a empresa e adquirisse mais clientes. Um deles foi o Dia da Oportunidade, promovido por meio do programa Cidade Empreendedora, executado em parceria com a Prefeitura Municipal, que levou ampla programação ao público da região de Corumbá em maio de 2022.

Com o apoio do Sebrae/MS, artesanato passou de terapia a renda principal de empresária corumbaense

“Eu indico o Sebrae e os eventos do Cidade Empreendedora para todos que conheço. No Dia da Oportunidade expus meus produtos e fiz muito contatos”, pontuou Gisele destacando o evento como um momento importante para a carreira dela no mundo do empreendedorismo.

Ao apostar no artesanato e criar a empresa, Gisele também conseguiu colocar novamente em prática a paixão que possui por lecionar. Além de vender os produtos que confecciona no ateliê, também passou a ensinar quem deseja aprender a costurar e criar peças em tecido. “Atualmente minha principal renda vem das bonecas, mas também dou aulas. Voltei a ensinar, mas agora estou ensinando aqueles que querem aprender a fazer bonecas assim como eu”, comemorou Gisele.

Cidade Empreendedora

Voltado para promover o desenvolvimento local, a partir do fortalecimento dos pequenos negócios, o Cidade Empreendedora é um programa executado pelo Sebrae/MS em parceria com as prefeituras dos municípios que aderiram à iniciativa. Corumbá integra o ciclo 2021/2022 da iniciativa e, de abril de 2021 a dezembro do ano passado, várias capacitações foram promovidas com a proposta de dar apoio ao comércio local e possibilitar que os empreendedores pudessem melhorar o desempenho dos negócios.

Paralelamente a esse trabalho de levar conhecimento aos empreendedores locais, o programa também atua para a melhoria do ambiente de negócios no município com iniciativas voltadas para a desburocratização de processos e formação de lideranças e gestores públicos que promovam o empreendedorismo.

Junto com Corumbá, outros 21 municípios também integram o ciclo 2021/2022 do Cidade Empreendedora: Amambai, Bandeirantes, Camapuã, Chapadão do Sul, Costa Rica, Dourados, Inocência, Jaraguari, Jardim, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria, Sonora e Terenos. Além dessas cidades, outros 11 municípios são atendidos pelo programa em Mato Grosso do Sul e pertencem ao ciclo 2022/2023: Água Clara, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Caarapó, Coxim, Naviraí, Nioaque, Pedro Gomes, Ponta Porã e Santa Rita do Pardo.

Para mais informações sobre o programa Cidade Empreendedora, acesse o site cidadeempreendedora.ms.sebrae.com.br ou ligue para 0800 570 0800.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 

Tudo Sobre

corumba
 

Veja Também

Sebrae abre agenda de capacitações online para empreendedores em janeiro

Para quem deseja começar 2023 focado em se capacitar e impulsionar seu negócio, o Sebrae/MS está com agenda de cursos e oficinas online aberta. Realizadas de...

Em MS, micro e pequenas empresas sustentam saldos de empregos no mês de novembro

De acordo com o estudo divulgado pelo Sebrae este mês, tendo por base os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), as micro e pequenas e...

Brasil Mais: Sebrae/MS abre inscrições para programa voltado à inovação e produtividade

Estão abertas as inscrições para o primeiro ciclo de 2023 do programa Brasil Mais, destinado a Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). Os inter...

Últimas Notícias