35 ℃

Rosildo Barcellos

A VOLTA DA FOLIA

Qui, 12 Janeiro de 2023 | Fonte: Rosildo Barcellos


  Os Cordões Carnavalescos Paraíso dos Foliões, Flor de Corumbá, Cinelândia e Cravo Vermelho podem ser declarados Patrimônio Cultural Imaterial de Corumbá. Formados por pessoas da comunidade, os cordões eram acompanhados por instrumentos de percussão e com fantasias características de reis e rainhas. A característica principal dos Cordões é o estandarte. Cada um possuía o seu e procurava torná-lo mais luxuoso.
  A partir de então, deram início as competições que premiavam os melhores. Paraíso dos Foliões e Flor de Corumbá foram fundados em 1933. O Cravo Vermelho surgiu em 1944. Já o Cinelândia, em 1960. Por outro lado, depois de um hiato de 3 anos, o Afoga o Ganso está de volta as origens, buscando resgatar a tradição de 37 anos. Este será o primeiro grande carnaval pós pandemia. São novos tempos e impõe novos desafios.  Na essência do carnaval de Corumbá, além das escolas de samba, são icônicos como o Flor de Abacate, sempre lembrado.
  E por falar em escola de samba, as dez agremiações da Cidade  Branca, estão com os enredos definidos para este ano. Serão duas noites de desfile das agremiações, no domingo, 19 de fevereiro e segunda-feira, 20, com cinco agremiações se apresentando por noite na avenida General Rondon. Seguindo a ordem de desfile, no domingo de Carnaval, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Caprichosos de Corumbá abre as apresentações trazendo o enredo: ”Kaô Cabecillê, a Caprichosos saúda o grande Rei de Oyô, o senhor da justiça, o Orixá do equilíbrio, Xangô!”. Já a campeã em 2022, a Mocidade Independente da Nova Corumbá é a segunda da noite, com o enredo: ”A Nova Corumbá vem expor o indivíduo criador da desigualdade, o verdadeiro monstro da sociedade”.
  Terceira escola da primeira noite de carnaval, a gloriosa Império do Morro, vem para a avenida exaltando a ”História da Minha História”. Tem que respeitar a minha história plantando semente colhendo vitória. So quem é império é capaz de dizer Que o verde e rosa é a razão de viver.
   Logo depois teremos o brilho da Marquês de Sapucaí, com o enredo: ”Os mistérios do Egito”. Encerrando o desfile de 19 de fevereiro, a Acadêmicos do Pantanal, vai apostar no enredo: ”Será que seu signo combina com o meu?”.Na segunda-feira, a primeira a se apresentar é a Estação Primeira, que trará o enredo: ”Hoje tem alegria... Tem sim, senhor! Batam palmas que o Circo chegou!”. A Imperatriz Corumbaense seguirá homenageando personalidades e desta vez traz ” Dr. Hélio Mandetta - Uma verdadeira história de amor vivida pelo movimento humano”.
  A Major Gama evoca o enredo “Dourados, Portal do Mercosul: A cidade que é só felicidade!”. A Pesada retratará no enredo uma das tradições mais antigas e que fazem a alegria da criançada em Corumbá: ”São Cosme e São Damião, que a doçura e a inocência da criança invada nossos corações”.  Encerrando os desfiles em 2023, a Unidos da Vila Mamona, apostará no enredo de amor: ”Os mais doces versos que escrevi revelam a minha carta de amor pela cidade em que nasci”. Estamos em janeiro, então comecem a se preparar, ajustar a compra das fantasias e que a alegria retorne, e que o crescimento do comércio e do turismo volte ainda mais  rápido para nossa Corumbá.

 

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 

Tudo Sobre

corumba