21 ℃

Cultura

Blocos de Carnaval Independentes se reúnem com FCMS e Setescc para parceria durante os festejos

Os 10 blocos independentes que realizam o carnaval de rua de Campo Grande se reuniram com o Presidente da FCMS

Sex, 03 Fevereiro de 2023 | Fonte: Assessoria FCMS


Na manhã desta sexta, 03, representantes de 10 blocos independentes que realizam o carnaval de rua de Campo Grande se reuniram com o Presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Max Freitas, o Deputado Federal Beto Pereira e a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Viviane Luiza para uma conversa sobre as reivindicações e parceria para o carnaval de rua 2023.

Os blocos Cordão Valu, Capivara Blasé, Bonde das Sereias, Depravadas, Rockers, Calcinha Molhada, Farofa com Dendê, Evoé Baco, Subaqueira e Farofolia realizam seus encontros em datas antes e durante o carnaval, em diversos locais da cidade como a Esplanada Ferroviária, rua Barão do Rio Branco, Praça Aquidauana, Praça dos Imigrantes e Jardim Novos Estados e seus representantes trouxeram reivindicações para que o poder público possa apoiar com estrutura de palco, som, banheiros químicos, Bombeiros e Polícia Militar, bem como pensar num plano de evacuação dos locais.

Divulgação

O deputado Beto Pereira iniciou a reunião mostrando que está aberto à escuta para levar os pedidos, “eu entendo as dificuldades de cada um de vocês e o que vocês passam pra colocar cada bloco na rua, por isso levarei até o governador essa sensibilidade do Carnaval de Rua, que precisa sim dessa parceria entre Estado e blocos”.

Cada representante se apresentou e falou sobre as necessidades de cada bloco e sobre como o governo pode ajudar cada um.

Para Silvana Valu, coordenadora do bloco Cordão Valu é importante esse diálogo, “ nós precisamos que as autoridades abracem o nosso carnaval de rua, a partir desse momento nossa festa é legitimada e mostra pra sociedade em geral a importância cultural, econômica e turística do carnaval de rua de Campo Grande”.

O presidente da FCMS, Max Freitas deixou claro que essa parceria será não só pra esse ano, mas para os próximos também, “como estamos muito próximos do carnaval, vamos verificar todas as reivindicações entregues aqui por meio dos ofícios e tentar atender o máximo possível, dado o curto tempo até o carnaval, mas já pensando no próximo ano com um projeto maior, com repasses e participação da Fundação de Turismo e outras autarquias para que possamos fazer um carnaval de rua muito maior e com olhares voltados ao desenvolvimento da folia de rua como tradição em nossa capital”.

A secretária adjunta da Setescc, Viviane Luiza, ficou feliz com a grande participação na reunião, “é muito importante essa união entre os blocos para provocar o olhar do poder público, para podermos fazer esse movimento crescer cada vez mais, para que mais blocos se organizem e que Campo Grande se torne uma cidade que receba mais turistas, amis recursos e mais ações para a data”.

O carnaval de rua em Campo Grande terá início no dia  de fevereiro com o Bloco Bonde das Sereias, na Praça dos Imigrantes, que fica na rua Rui Barbosa, a partir das 18 horas, no sábado, dia 11, o Bloco das depravadas começa a folia a partir das 9h na rua Barão do Rio Branco, em frente o Bar do Zé e nos dias de carnaval vai ter festa na rua em diversos locais de Campo Grande.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News