28 ℃

Geral

Na Fiems, Prefeitura discute implantação de polo siderúrgico na região de Corumbá

Um especialista deverá elaborar um estudo de viabilidade do processo de produção de aço a partir de minério de ferro na região pantaneira.

Sex, 14 Abril de 2023 | Fonte: Redação


Na Fiems, Prefeitura discute implantação de polo siderúrgico na região de Corumbá
Fotos: Divulgação/Fiems

Diretores do Sistema Fiems receberam, na última quarta-feira (12/04), membros da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Corumbá (SMDES), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc) e da empresa MS Gás na sede da Casa da Indústria, na capital. O encontro foi organizado para juntar esforços e discutir sobre a possibilidade de implantação de um polo siderúrgico na região de Corumbá.

A ideia inicial é buscar um especialista para elaborar um estudo de viabilidade do processo de produção de aço a partir de minério de ferro na região pantaneira. O diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, disse que equipe do Departamento Nacional da instituição poderá colaborar com o projeto, já que possui desenvolvimento mais apurado sobre mineração e siderurgia.

“Normalmente, essas indústrias utilizam na produção o carvão como combustível principal e uma porcentagem mínima de gás. A ideia é apostar especificamente em fornos de gás, isso significa agregar valor ao produto. O Senai vai organizar o projeto para que eles possam tomar a decisão sobre custo-benefício e viabilidade do investimento”, afirmou.

Na Fiems, Prefeitura discute implantação de polo siderúrgico na região de Corumbá

A exploração mineral é uma atividade local importante, gera empregos e movimenta a economia de Mato Grosso do Sul. De acordo com dados da Semadesc, atualmente, o estado produz cerca de 7 milhões de toneladas de minério por ano. Esse número deve dobrar nos próximos anos, chegando a 14 milhões de toneladas, com destaque para as mineradoras de Corumbá e Ladário.

O secretário de desenvolvimento econômico e sustentável de Corumbá, Cássio Augusto da Costa Marques, citou a construção em andamento de uma siderúrgica em Mútun, na Bolívia. Um exemplo localizado próximo da cidade pantaneira, uma tecnologia possível, já existente, que demonstra a possibilidade de implantação de indústrias do ramo na região. Ele ainda pontua a importância da relicitação da Malha Oeste, a ferrovia tem 1.625,3 quilômetros de extensão entre Mairinque (SP) e Corumbá, atravessa Mato Grosso do Sul, passando por Três Lagoas e Campo Grande até chegar ao Pantanal. Cássio Marques destacou que há possibilidade de conexão da Malha Oeste com a Ferrovia Oriental que permite acesso aos mercados da Bolívia, Chile e Argentina.

“Isso vai alavancar muito a produção de minério em função do acesso ao mercado interno através de ferrovia. Hoje a gente tem uma mineração muito forte na região, mas a gente entende que o processo primário de mineração pode ser melhorado. Nós podemos investir, com o apoio de todos, na cadeia produtiva da mineração e siderurgia”, explica.

Rui Pires dos Santos, Jason Willians da Silva da MS Gás; Augusto Castro, assessor da Semadesc/MS; Lourival Costa, vice-presidente regional da Fiems; Eduardo Pereira, coordenador de mineração da Semadesc MS; Régis Borges, superintendente do Sesi MS; superintendente do IEL José Fernando; Marcelo de Carli, presidente do sindicato das indústrias mecânicas e de materiais elétricos de Corumbá; e Rodolpho Mangialardo, diretor regional do Senai MS, também participaram da reunião. As informações são da FIEMS.

Na Fiems, Prefeitura discute implantação de polo siderúrgico na região de Corumbá
Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Veja Também

Mato Grosso do Sul vai dobrar a produção de minério de ferro e manganês em Corumbá e Ladário

Mato Grosso do Sul que produz atualmente cerca de 7 milhões de toneladas de minério deverá dobrar sua produção nos próximos anos, chegando a 14 milhões de to...

Delegação da Fiems participa de evento internacional de tecnologia para indústria na Alemanha

Delegação do Sistema Fiems, formada por diretores da Federação das Indústrias e representantes do Senai e do CIN (Centro Internacional de Negócios), particip...