36 ℃

Política

Em reunião do Consórcio Brasil Central, MS coloca Rota Bioceânica, BR 262 e Malha Oeste como projetos prioritários

Seg, 23 Janeiro de 2023 | Fonte: Paulo Fernandes/Comunicação MS


Em reunião do Consórcio Brasil Central, MS coloca Rota Bioceânica, BR 262 e Malha Oeste como projetos prioritários
Fotos: Saul Schramm

Na primeira reunião deste ano do Consórcio Brasil Central, nesta segunda-feira (23), Mato Grosso do Sul definiu três projetos regionais prioritários para apresentar no Fórum dos Governadores, no dia 27, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os projetos selecionados pelo Estado foram Malha Oeste, BR-262 e Rota Bioceânica.

Na Assembleia Geral realizada em formato híbrido, o secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) representou o governador Eduardo Riedel. A assembleia geral teve início com a eleição e posse do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para presidir o Consórcio, em substituição ao Distrito Federal. 

Mauro Mendes foi escolhido por aclamação pelos sete governadores integrantes do Brasil Central. A eleição não tem relação com o afastamento de Ibaneis Rocha, mas com o término em janeiro do mandato do Distrito Federal na presidência do Consórcio.

“O que foi solicitado e o governador Riedel definiu conosco é quais projetos são prioritários para Mato Grosso do Sul: a Malha Oeste, lembrando que é essa ferrovia que liga Corumbá até Mairinque-SP, então esse foi um dos projetos prioritários que será apresentado; a outra a BR-262, que é o grande gargalo hoje, com a perspectiva de aumento de volume de carga tanto de minério como de celulose e de eucalipto, esse realmente é um grande entrave, estamos em uma situação crítica hoje; e a terceira prioridade que apresentamos é a Rota Bioceânica”, explicou Jaime Verruck.

Ele destacou que os três projetos são igualmente importantes e dependem de alocação de recursos e decisões do Governo Federal. O secretário explicou ainda que os sete estados integrantes do Consórcio - Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e Tocantins - vão definir em conjunto um projeto para ser apresentado como prioridade do Brasil Central. Mato Grosso do Sul defende que esse projeto seja a Rota Bioceânica. “Entendemos que a Rota Bioceânica atende toda a região”, disse.

O secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Pedro Caravina, também participou da reunião, defendendo os interesses de Mato Grosso do Sul. A participação dos representantes de Mato Grosso do Sul foi por teleconferência, na Sala de Reuniões da Governadoria.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Últimas Notícias