27 ℃

Política

Pacote de R$ 1 bi: investimento federal em infraestrutura em MS quadruplica em 2023

Eduardo Riedel ponderou sobre as situações no Estado e solicitou apoio para as principais demandas

Seg, 13 Fevereiro de 2023 | Fonte: Nyelder Rodrigues/Comunicação MS


Pacote de R$ 1 bi: investimento federal em infraestrutura em MS quadruplica em 2023
Foto: Marcio Ferreira/Ministério dos Transportes

Se em 2022 a União aplicou R$ 236,7 milhões em infraestrutura rodoviária em Mato Grosso do Sul, o valor garantido para o Estado neste ano quadriplicou e chega a praticamente R$ 1 bilhão, sendo quase metade disso destinado para ações até abril. Esses números foram conquistados no final da semana passada, quando o governador Eduardo Riedel visitou Brasília (DF) e participou de várias reuniões com ministros.

Acompanhado dos secretários Jaime Verruck (Desenvolvimento) e Eduardo Rocha (Casa Civil), além da ministra Simone Tebet, da senadora Tereza Cristina e do senador Nelson Trad Filho, Riedel se encontrou com os ministros Carlos Fávaro (Agricultura), Cida Gonçalves (Mulheres), Alexandre Silveira (Minas e Energia), Renan Filho (Transportes) e o vice-presidente Geraldo Alckmin, que também é ministro da Indústria e Comércio.

Ali, foram apresentados projetos prioritários para o Estado e reforçada a necessidade de atenção federal para essas questões importantes para o crescimento de Mato Grosso do Sul, com reflexo na economia brasileira. Alguns dos pontos tratados foram a BR-262, a Malha Oeste, concessões na área de logística e a Rota Bioceânica.

"Levamos um amplo arco de investimentos para as rodovias federais que cortam o Estado, para a construção do acesso à Rota Bioceânica. Estamos falando de R$ 984 milhões que serão investidos, R$ 93 milhões só na alça da Bioceânica, que vai para fase de licitação, para que a gente tenha esse sonho concretizado", afirma o governador.

Além disso, a visita resultou na garantia de destinação de R$ 100 milhões para a construção do Anel Viário de Três Lagoas, um dos gargalos mais antigos da região e que deve ter atenção especial para que haja resolução.

100 Dias

Dentro desse montante de R$ 984 milhões, está um recurso específico de R$ 425 milhões a ser aplicado em ações que devem começar até abril em Mato Grosso do Sul. Essa verba está prevista no Plano de 100 Dias do Governo Federal, e vai priorizar as vias de escoamento da produção agrícola para os portos de todo o país.

A previsão é que em todo o país a quantia desse plano some R$ 1,8 bilhão. O valor destinado ao Mato Grosso do Sul corresponde a 23%, quase 1/4 do investimento nacional, indício da consolidação do Estado como eixo essencial da produção e logística.

"São projetos de suma importância para Mato Grosso do Sul, dando sequência ao nosso plano de desenvolvimento. Somos um estado sólido e que ganha cada vez mais atenção e espaço. Os investimentos garantidos vão concretizar sonhos pelos quais temos trabalhado para realizar", comenta o governador sobre a rodada de reuniões.

Conquistas

Grande passo para concretizar a Rota Bioceânica em Mato Grosso do Sul, a construção da alça de acesso à ponte sobre o rio Paraguai, entre Porto Murtinho e a paraguaia Carmelo Peralta, já tem R$ 93 milhões garantidos na LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2023 da União e deve ser licitada ainda no primeiro semestre.

"Já temos o projeto pronto, o DNIT já o terminou e o ministro [Renan Filho] se comprometeu nos próximos três meses a fazer essa licitação em regime de contratação direta, que será a empresa receber esse projeto básico e fazer todo o projeto de licenciamento e executivo. Até julho acreditamos que sai o edital desse acesso", comenta o titular da pasta de Desenvolvimento, Jaime Verruck.

Outra proposta importante fechada na visita foi a construção do contorno rodoviária de Três Lagoas, que contará com investimento na casa dos R$ 100 milhões. A obra é tida como essencial para os planos de expansão econômica de Mato Grosso do Sul.

"O contorno é fundamental para o desenvolvimento de toda a Costa Leste. Dessa maneira, a gente garante ao Mato Grosso do Sul, dentro do processo de crescimento, toda a infraestrutura necessária para as empresas aqui se instalarem, com aumento de carga, e principalmente a segurança das pessoas que transitam nas rodovias", frisa Riedel.

Correio de Corumbá

SIGA-NOS NO Correio de Corumbá no Google News

 
 
 

Últimas Notícias